quinta-feira, 25 de novembro de 2010

1-O Sono das Fadas , a Professora Zuleika e crianças de Juiz de Fora-










Clevane Pessoa , autora de O Sono das Fadas e ZuleicaBarroca
Quando fui receber a medalha de Mérito TIRADENTES, da FALASP, depois de encerrado o concorrido e organizado evento, doei um dos exemplares de meu livro a uma pessoa muito simpática, com quem me encontrei na ante-sala, que falou a respeito de ler a história para as crianças para quem leciona. Ela pediu que autografassee o fiz.
isso foi ontem.Hoje, ao acordar, encontrei um recado dela, dizendo que estava enviando fotos.
para minha surpresa, já eram os seus alunos, lendo o livro.
Então, encantada, perguntei mais e ela , a professora Zuleica Barroca, respondeu -me , contando algo de muito valor e significado :

"Clevane,
sou professora de História mas no momento nao estou lecionando a mesma matéria. Estou fazendo parte do Projeto do governo Aluno Tempo Integral, na Escola Estadual Deputado Olavo Costa. Os novos leitores, são meus alunos, crianças carentes e que precisam de reforço na leitura, matemática e etc.
Minha parte é tentar melhorar a escrita e leitura dos mesmos. A aluna que esta de touca lendo o livro chama-se Gleici, os outros Alianara, Mariana e José de Arimatéia e ficaram encantados com o livro. Como são 20 alunos de séries diferentes os dividi em grupos para lerem o livro "O Sono das Fadas", creio que ate semana que vem todos ja tenham lido. Passarei atividades relacionadas ao livro, assim que todos acabarem de ler.
Meu endereço é (...).
Gostaria que você me enviasse seu endereço.
Desde já agradeço e parabenizo pelo livro!
Foi um prazer conhece-la.
Um grande abraço."(...)



Date: Wed, 24 Nov 2010 17:51:13 -0800
From: clevaneplopes@yahoo.com.br
Subject: Enc: Fotos Jantar medalha Tiradentes

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Medalha Tiradentes.



Em Juiz de Fora, recebo a Medalha Tiradentes das mãos do Conde Thiago de Menezes, no Victory Hotel.
Em 23/11/2010, em belíssima solenidade/festa ,organizada  por Ricardo Cavalcanti, representante , naquela cidade, da FALASP.
Fui indicada por Jaak Bosmans, que também foi agraciado com a significativa Medalha.
Na mesa, à direita, a querida Creuza Cavalcanti França, fundadora da Academia Juizforana de Letas, da AFEMIL(BH) e da Academia  de Letras da Mantiqueira.

Crédito da foto:J>B.Donadon Leal.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

O PRESENTE

The Little Hunter", de Analua Zoé,inspira poetas.




Fui convidada a participar de uma bela ciranda, onde a inspiração deve partir de uma tela , da Analua Zoé...

Interessante verificar o quanto mil poetas haja, existam mil modos de dizer as coisas...Por isso, menosprezo os covardes plagiadores:a criatividade é ilimitada e renovável, peculiar e bela.



Essa ciranda, está originalmente, em "ECOS DA POESIA"(coordenado por Victor Jerônimo e Mercedes Pordeus, a quem a artista cedeu a imagem, para esse fim.

Meu poema, denominei O presente



O presente


Crianças que cedo precisam
contribuir, prover o lar,
às vezes sem teto, pelas estadas,
às vezes quase nuas, coitadas,
expostas a calor e chuva,
brincam talvez de adultos...
Mas ser grande requer tanta luta,
e as armas das crianças são apenas
fantasias de ser, estar,conseguir...

Certo dia, vi um sorrido maroto,
orgulhoso e cansado também
de um menininho, ao entregar à mãe
duas galináceas
surrupiadas de algum quintal:
-"Olha mãe, para a canja do seu resguardo".
A mãe, barriga em plenilúneo, sob esfarrapado avental,
de cócoras no canto do casebre,
desandou a chorar...

Clevane Pessoa de Araújo lopes
Novembro de 2007

><*><

(Faz parte da ciranda cuja inspiração é um quadro de Analua Zoé :http://ecosdapoesia.net/letras/analua_zoe/bloco2.htm)
Todos os poemas em :http://clevanepessoa.blogspot.com/2008_02_26_archive.html

2-Antologias-Casa Perdida, Casa Lembrada




Capa: "Casas" - Arte digital sobre tecido, 2008 - Luciana Giraldo*.

Autores presentes no livro Casa Lembrada, Casa Perdida: **
CrônicasPoesias
Clevane Pessoa de Araújo Lopes Atiaia Bandeira Barreto 
Dirceu Badini Martins  Carlos Alberto da Silva Falcão
Gilson Souza  Cláudio Ferreira Dos Santos 
Irene Genecco de Azambuja  Eliana Holtz 
Juliana Vermelho Martins  Fábio Daflon 
Maria Ana Silva Irene Genecco de Azambuja  
Rita Bernardete Sampaio Velosa José Laureano Maia 
Tiago Fidelis Moralles  Julio Maciel Treiguer 
Luis Roberto Alves Meira  
ContosLurdes Breda 
Allan Pitz Ribeiro de Souza  Maria das Graças Iannone Silva  
Angela Rosana Mattos Zalamena  Maria Fernanda Reis Esteves 
Arnaldo Afonso Botelho Guedes Maria Francisca R. de Araújo Santo-Orcero 
Augusto Xavier de Siqueira de Almeida  Minês Castanheira 
Clevane Pessoa de Araújo Lopes Regina de Araujo 
Diego Ramon Valle Vital Renata Rimet Ramos Silva 
Edgard Borba Fróes Neto Rodrigo Guabiraba  
Eliane Costa  Silvia Pinheiro 
Fernando CatelanSilvio Parise 
Giuseppina Helena LoffredoTerezinha Ofélia Nascimento Rennó 
Luciana Nabuco 
Márcia Ribeiro Faria Albuquerque
Maria Cristina Drese
Maria de Lourdes Maia Gonçalves 
Pedro Marques de Sousa
Tânia Regina Fátima Tonelli 
Valdemir Matos de Souza


Conheça o  belo e funcional blog da editora AG:

http://giraldo.org/

Conheça a página desta antologia:

http://giraldo.org/capa_casalembrada.htm

Antologias-1-Em Busca da Sabedoria



                       Capa: "Vista em Ouro Preto" - Nanquim e lápis sobre papel, 2006 - Luciana Giraldo*.

Autores presentes nos dois volumes do livro Em Busca da Sabedoria: **
VOLUME 1:VOLUME 2:
POESIAPOESIA
Agda de Carvalho FigueiredoAndressa Martins dos Santos
Anahí FloresCarolina Mensen Fernandes
Antonio Agostinho dos Santos RodriguesCiro Inácio Marcondes
Carlos Eduardo Mendoza SotoClaudete Sulzbacher
Clevane Pessoa de Araújo LopesConceição Maria Santos Nicory
Fábio Silvestre da SilvaEmiro antonio Merlano Rueda
Joana Simões Queirós e Roberto Louro MaguetaFábio da Cruz Nascimento
João Ceccon NetoHermes José Novakoski
José Benedicto RodriguesKelly A. Broliani Dalben
Marcelo DuarteLindalberto Alves de Brito Junior
Maria da Luz Gomes de AraújoLuiz Roberto Rosa
Monique Lima FerreiraMiguel Rodrigues da Silva Junior
Nadir Vilela da SilvaRoberlei Alves Bertucci
Nelma Virgínia CarvalhoRoberto Louro Magueta
Oscar Calixto de Oliveira NetoRogério do Nascimento Ribeiro
Patricia de Paula AnicetoRômulo de Souza Cyriaco
Valéria de Leoni Ramos DutraSérgio Anibele
Silvio Aparecido Fidelis
CRÔNICASueli Aparecida da Costa
Andrei ClauhsTânia Mara Camargo de Oliveira
Carlos Fabiano BragaTerezinha Rossarolla
Evalcir ChagasValeria Arnaldi
Natália Jacinta Barros BonitoYone de Freitas Souza
Selma Araújo Marfil
CRÔNICA
CONTOAna Cláudia Falcão e Silva
Clênio MagalhãesClaudio Mario de Souza Santos
Dulce A. S. FernandesCléa Candida de Andrade
Eduardo Vaz Felinto CavalcantiEnilce Gomes Pereira
Fernando CatelanFábio Silvestre da Silva
Flavio FreitasFernanda Mendes
Gilmar Moreira GonçalvesTelma Acioly
Isabel Maria R. F. C. Gomes da CostaThereza Freire Vieira
Leandro Franco de Souza
Marcelo DuarteCONTO
Marcia BernardesAna Maria de Freitas Gondolo
Maria Aparecida S. CoquemalaClarisse do Carmo Sousa
Nina TrevorCristiano Morgado Leal
Patricia de Paula AnicetoMarcelo Oliveira Lima
Petrônio BrazMaria Denilza do Nascimento Munhoz
Selma Araújo Marfil
Walter Gonzalis
Todos os direitos de texto e imagem são reservados (*)

Gosto muito da capa da Luciana Giraldo, filha do editor Arnaldo Giraldo, não apenas como a desenhista que sou, mas pela delicadeza e singularidade  que ela consegiu imprimir à paisagem ouropretana, já bastante interpetada em prosa, versos e artes...

Clevane Pessoa

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Poemas no Tema Água - Clevane Pessoa

Participo , com gosto e alegria, de três dos números das antologia digital de BLOCOS ONLINE organizada por Leila Miccolis e Uhracy Faustino, SACIEDADE DOS POETAS VIVOS.
Estou ainda numa edição especial de contos natalinos e nioutra de twetos com tema beijo (para o dia dos namorados).

O número 11 de Saciedade dos Poetas Vivos, cujo tema geral é "águas" - um de meus prediletos (meu segundo livro de poemas chama-se ASAS DE ÁGUA (Editora Plurarts-Editor, Wagner Torres) ) e o terceiro, o primeiro de contos, Mulheres de Água , Sal e Afins (editora URBANA-Editor, João de  Abreu) - traz;

SACIEDADE DOS POETAS VIVOS DIGITAL - VOL. 11

CLEVANE PESSOA - Clevane Pessoa de Araújo Lopes, nordestina radicada em MG, escreve desde a infância, e comemorou 50 anos de poesia em 2007, no evento Poesia é Ouro, organizado por Karina Campos. Publicações em Poesia: Sombras Feitas de Luz e Asas de Água, pela Plurartes, A Indiazinha e o Natal, Olhares, Teares, Saberes, Erotíssima, O Sono das Fadas. 20 livros virtuais (inclusive memórias de repórter no tempo da Ditadura, Nas Velas do Tempo). Estudou desenho na SBAAT - Sociedade de Belas Artes Antonio Parreiras - JF/MG, e desde março de 2009 sua mostra de poemas e desenhos em banneres, GRAAL FEMININO PLURAL, é exposta nos Centros Culturais e regionais de Belo Horizonte. Palestrante, conferencista e oficineira de Poesia, Consultora de Teatro. Participa de cerca de 100 coletêneas. Mantém 12 blogs de divulgação cultural, é agraciada com inúmeros troféus, medalhas e homenagens do Poder Legislativo, inclusive em sua cidade natal, São José de Mipibu (Câmara Municipal, maio/2010). Em abril/2010, recebeu, em Natal, no I Encontro de Escritores de Língua Portuguesa, placa/homenagem da UCCLA (União de Cidades Capitais de Língua Portuguesa e Capitania das Artes de Natal, "pela contribuição à Língua Portuguesa", tendo deixado lá seu acervo no memorial da Mulher Potiguar. É Embaixadora Universal da Paz, pelo Cercle de Les Ambassadeurs Univ. de La Paix - Genebra, Suíça/Orange, França, membro do Green Peace, Acadêmica da Academia Feminina Mineira de Letras (AFEMIL), Cadeira 05/Cecília Meireles e da ALB/Mariana, Cadeira 11/Laís Correa de Araújo, além de Diretora de Divulgação Cultural da Univ. Planetária do Futuro-ArtForum. Participa da Saciedade dos Poetas Vivos, vol. 5, 9 e 10.

Contato:
clevanepax@gmail.com
Página individual de poesia em Blocos OnlinePágina individual de prosa em Blocos Online




           Chuva alheia



           Das energias




Chuva Alheia
No mundo há os que dizem,
os que dizem e fazem,
os que apenas dizem e nada fazem
e aqueles que pouco falam,
mas realizam, no casulo do segredo,
o que é preciso fazer.

Há os que fingem ser,
na lógica do parecer
e do fechamento de gestalts, protótipos
estratégias e insinuações.
Mas não são, não fazem,
não doam,
apenas simulam,
revolvendo-se em ninho
feito pelos outros,
cantando suas canções.

Se fossem chuva, choveriam com água alheia
à noite, para não serem descobertos
e de dia, para acharem que seriam nuvens férteis.




Função
Lençóis d'água
Subterrâneos frescores
A amenizar
Os fogachos da menopáusica
Mãe Terra...

Jasmins d'água
Em touceiras.
O
olor pungente
Bordeja o rio
que borda a Terra...
De longe, querubins
Em miniatura
Adejando
brancas asas...
De perto, parecem
Borboletas que não voam,
Presas ao verde...
De quando em vez,
Caem pétalas
Sem ruído perceptível
E cada qual beija a água
Respingando ternura
Flutuando, leves plumas,
Por certo merecem
Que meu olhar
De brasas acesas
Perscrute o ondulado
E frio caminho...

Até onde irão? Aonde
Deságua a água
Cantando,
Ao mar se entregando?
Ou... Fenecerão antes
Que o Tempo e a poluição as insulte
Roubando-lhes a beleza?...
Mistério
Para onde se vão
os escritos perdidos
nesse universo cibernético?
Será que há um batalhão de
anjinhos
garis de palavras perdidas,
a recolhê-las?
Será que caçadores de
antiguidades
(saiu do hoje, já é passado,
saiu do agora,
já é antigo...)
as recolhem no nimbo
de outras dimensões
e por elas cobram fortunas
de gotas d'água ao sol,
para que os arco-íris
não se acabem jamais?
Será que os escribas
já em outra dimensão
lêem, corrigem
aprovam, declamam,
repassam,
fazem pastas de nuvens
e arquivam?
Quem souber,
conte aos poetas,
conte-me que lhes repasso...
Mas... para onde foi o poema
feito ainda agora
e que fugiu para o espaço?
Será que vai chover Poesia?
Das energias
Encanta-me saber  saber que na Cabala,
está escrito que a ÁGUA SERIA
(E É!)
A MANIFESTAÇÃO FÍSICA
DA LUZ DO CRIADOR:
para os cabalistas, sabe-se,
o Universo teria dez dimensões 
no Mundo Real.
A LUZ espiritual desdobrando-se,
Tornada  incrivelmente densa,
Desce-as
E trans/formam-se em matéria física.
Esse trajeto é o responsável
pelo surgimento da água
em nosso Planeta.
sentiram no ar os íons
Que permanecem no ar
Enquanto despencam as águas,
cabeleiras líquidas, véus de noivas, 
espumas sem sabão, nuvens liquefeitas?

Por isso, nos sentimos energizados
Quando tomamos banhos de cachoeira!

Haikais  (*)
Excesso de chuvas
a desequilibrar a árvore
raízes se afogam.

***

Ontem, todas águas
encharcaram terras, ossos,
– pela manhã, o sol...

_________ .
(*) Escritos por Haruko  (heterônimo com que Clevane Pessoa assina seus haikais. Haruko: Primavera em japonês - Haru)
Chovendo
Tempo no gerúndio, coisa de poetas:
A natureza continua
chorando em cima das últimas pétalas...
vestígios de lágrimas
nas calçadas da rua.
Nesta foto, faço sarau no café Khálua, evento 24 Horas de café, organizado por Brenda Mars.leio meus poemas e de outros autores em Mujeres no banquete de eros, Edição do selo aBrace(Movimento Cultural aBrace, do qual sou representante em MG-Brasil) e que foi organizado pela editora e poeta Nina Reis.

Endereço em Blocos Online (conheça os demais autores e volumes):
http://blocosonline.com.br/literatura/poesia/obrasdigitais/saciedigpv/11/clevane05.php#haicais

domingo, 14 de novembro de 2010

Líria Porto-TREVO de quatro-Por Clevane Pessoa

Clevane Pessoa

Trevo de Quatro Filhas


TREVO DE QUATRO FILHASPostado por Clevane Pessoa de Araújo Lopes em 12 setembro 2010 às 18:00



Foto acima>Líria Porto , na janela de seu quarto - em click de Marco Llobus


Eu estivera entrevistando a grande poeta mineira Líria Porto, para o projeto POIETISA, com o poeta e fotógrafo Marco llobus, para livro aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura.


Ao publicar algo no blog de meu nome (*), escrevi que eras três suas filhas, então, ela sinalizou que são quatro.Um clã feminino, cinco dedos da mão, pentateuco, pentágulo, estrela de cinco pontas, se contarmos com a geradora .


Seguiu-se esse papo via Internet e versos:



Trevo de Quatro filhas



Magnífica foto do poeta e fotógrafo Marco Llobus,de Líria Porto em sua janela,do quarto cheio de livros, onde também faz tricô,-e através da qual Belo Horizonte é vista a cada instante de uma nova forma, mesmo com os verticais prédios simulando mesmices...

Líria escreve e eu respondo:
"2008/7/23 líria porto :

"minina - ficou fantástico - estou comovida!! só tem uma coisinha - que é significativa - tenho 4 filhas, não 3... dá um jeitinho de arrumar? senão uma vai chorar... risos
besos
líria "

Líria:
Bom ter gostado.
Rss...Espere o melhor da festa, que é o livro-álbum , o blog é apenas uma amostra pálida.
SEI que vc tem um trevo de quatro folhas/filhas, por que será que uma foi dar uma voltinha?Rss...
Vou consertar, agora.
Cle
E brotaram-me versos:

As filhas de Líria

TREVO DE QUATRO FILHAS

trevo de quatro folhas,
folhas/filhas
útero fecundo
flor de lis
-tão belas, cada pétala
de cor diferente...

Clevane Pessoa
Gostei tanto de cunhar a expressão TREVO DE QUATRO FILHAS , que escrevi um conto no tema, com esse título, mas sem nada a ver, então, com a poeta, criadora e criaturas!
clevaneplopes@yahoo.com.br

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Micro papilonácea

Essa micropapilonácea é uma praguinha,
mas que bonitinha
e quão pequena parece pousada em meus dedos! ...

Minha árvore  Pata deVaca
foi invadida por elas,
que cobriram folhas, flores...

Prefiro acreditá-la uma miniatura de borboleta.

Algumas adentraram pela janela
e encontrei "essa uma "
-conforme diziam no Sul de Minas-
andando sobre a mesinha...
Pediu carona ao meu indicador
e ali ficou, fazendo "cosquinha"
que era a maneira regional das meninas sulmineiras
chamarem as cocegazinhas...

Clevane Pessoa

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Código Slide Show-Leitura de Dores do Indaiá nas Memórias de Tapuia, de Marco Llobus, em casa de Neuza Ladeira.

<embed src="http://slideshow.clickgratis.com.br/gallery/gallery_ticker.swf" quality="high" flashvars="id=2ac1b5c13d966cabe299962feedfddd4&http_address=http://slideshow.clickgratis.com.br/" wmode="transparent" width="700" height="250" name="flashticker" align="middle" type="application/x-shockwave-flash" pluginspage="http://www.macromedia.com/go/getflashplayer%22/>

Busque em http://slideshow.clickgratis.com.br/my_gallery_skip.php?id=2ac1b5c13d966cabe299962feedfddd4

Crédito das Fotos:Clevane Pessoa e as de CP, por Llobus.

Llobus lê Dores do Indaiá Nas Memórias de Tapuia.

Acostumado a improvisar poemas , dando bastante  Çenfase á palavra oferecida oralmente, ao interpetar seu livro Dores do inadaiá nas Memórias de Tapuia, Marco Llobus, presidente da Rede Catitu, adoça a voz, pois conhece palmo a palmo, palavra a palavra,pontuação a pontuação,  a entonação de cada verso. E é uma delícia ouví-lo.
Seu amigo de muitos anos, o também poeta Ricardo Evangelista, também poeta e intérprete, observou a mudança e disse ter gostado.

Um dos primores  poéticos essenciais do estilo de Llobus, o presidente da Rede Catitu de Cultura:


"e toda (in)existência
é um eco
que se propaga em adeus"

(pg 53, in "O Nadir dos Ói d'água ")

Clevane Pessoa

Llobus se auto-interpreta

Marco Llobus, em noite de confraternuização, em agradável casa da aquarelista e poeta  Neuza Ladeira, promoveu uma leitura de seu livro DORES DE INDAIÁ NAS MEMÓRIAS DE TAPUIA (selo catitu, série Os Azuis),

Crédito da foto:Clevane Pessoa

sábado, 6 de novembro de 2010

Terceira Maratona Barkaça em Divinópolis

   _    /|\ 
       /_|_\ ____|____
    \_o_o_o_/
~~~~~~~~~~~~
Hoje, o Grupo Barkaça, em Divinópolis- com sua plêiade de Poetas talentosos, que tão bem sabem performar versos, diOli, Luiz  Mingau  e a doce e talentosa  Karol  (também do Gato Pingado) , entre outros mais de que citarei depois, promovem seu evento aqui já divulgado (vejam abaixo) e que teve início ontem.

Na extensa e rica programação,  ainda o grande Márcio Almeida-de quem falo bem desde os Anos 60, na Gazeta Comercial, quando militava na imprensa de Juiz de Fora,
o amigo performer e poeta Podrera, a quem muito admiro,  entre os demais convidados, num grande e diversicado show, ao qual envio os melhores votos de êxito e continuidade, já é o terceiro, que siga para todo o sempre.

O casal  Sueli Silva(voz, violão, arranjos e composição) e Ricardo Evangelista, sociólogo e coordenador dos saraus de Poesia da lagoa do Nado, e Sueli Silva, apresentarão seu excelente show de pura mineiridade, SARAU TROPEIRO .Marco Llobus, Presidente da Rede Catitu de Cultura , fotógrafo e poeta, lançará na cidade dos poetas, seu livro DORES DE INDAIÁ NAS MEMóRIAS DE TAPUIA, que fecha com um poema  de minha autoria a

O selo Catitu, do qual tenho o prazer de ser de seu conselho editorial e revisora, está aberto a propostas editoriais , começa então,sua trajetória , depois dos meus Erotíssima (cuja capa criada por Marco Llobus é encantadora) , O Sono das Fadas (para crianças, com imagens que são fotos de Llobus dos bordados e bonecos da artesã Angélica Rodrigues dos Santos, moradora na capital mineira, mas  oriunda de Santo Antonio do Monte ) , mais esse recente lançamento dele,
Dores de Indaiá nas Memórias de Tapuia.

Clevane Pessoa de araújo Lopes Diretora regional do InBrasCi em belo Horioznte, MH

N:A capa acima é do Barkaça, impresso condutor da POIESIS, nesse número , com capa de iara Abreu, artista plástica e poeta visual.

Contatos:
llobus@gmail.com
clevanepessoa@yahoo.com.br

                          ><**><

Amigos, segue anexo o cartaz da nossa maratona. Aguardamos ansiosos a vinda de vocês!!! tudo está indo dentro dos conformes, peço a gentileza de nos ajudarem na divulgação!!!
qualquer dúvida favor nos contactar
abraço forte, viva a poesia,

www.barkaca.com

Poesia Contra a Pasmaceira de Divertinópolis et alli
 _

~~~~~~~~~~~~

 Sexta 5/11, A CASA - arte cultura
Rua Itapecerica, 1414 (esquina com Piauí), Sidil


19hs- Mostra de vídeo-poema
20hs- “Degraus do Pesadelo” dança com Gabriela Azarias (DV)
20:15hs -“
Sjo & Malavrado” performance com Igor Alves e Vinícius Tobias (Lavras)20:30hs - “O amor Visto da Ponte” recital com o Grupo LESMA (Conselheiro Lafaiete)
21hs - Show com a
Banda dos Contentes (DV)Entrada: 5 R$ + 1kg de alimento

 
Sábado 6/11, Boutique do Livro
Av. Antônio Olimpio de Morais,487, Centro 

9:30hs
-“Guerrilhas literárias em Minas” palestra com Márcio Almeida (Oliveira)10hs- “Lançamentão” com os livros:*Deslokado - Marcos Fabrício (Brasília)*Erotíssima - Clevane Pessoa (BH)*As Dores do Indaiá nas Memórias de Tapuia - Marco Llobus (BH)
*O Amor Visto da Ponte - Grupo LESMA (Conselheiro Lafaiete)
* A Casa do Caracol - Ana Paula Rodrigues (Oliveira)
11hs- Cortejo Poético em direção ao Sebo
Entrada franca

Sábado 6/11, Sebo Letras do Jardim
Rua São Paulo, 440 , Centro

11hs -
Sarau musical com o Grupo Sarau Tropeiro (BH)
*Lançamento Barkaça 7 e 8
Entrada franca

Sábado 6/11,
Casa Festa Barkaça
Rua Rio Grande do Sul, 1430 (esquina com Serra do Cristal), Centro

 14hs- Mostra de vídeo-poema + exposições com os artistas:
*
Marcelo Tumati (DV), Karol Penido (DV), Podrera (BH), Carlos Lopes (DV), Grupo Desarte, Denis Oliveira & outros15hs - Performance com o Grupo Onitorrincos e Podrera (BH)
16hs - Palco aberto
18hs-“Viva o Folclore” show com o Grupo Sarau Tropeiro (BH)
19hs – Show com Teoria dos Anjos (DV)
20hs- Som com o DJ Vitor Morel (DV)
22hs- Encerramento

Entrada: 5R$ + 1kg de alimento 
   
***Mais informações: www.barkaca.com***

><**><






 Visite:
--
www.marcollobus.blogspot.com

www.redecatitucultural.blogspot.com
Skipe/Fixo: 31 3231 4652
Celular Oi: 31 8705 0980
Celular Tim: 31 9326 1779
Celular Vivo: 31 9690 2621